Grupo 3_D

integrantes:
Enio Lucio Andrade Nº 18
Henrique Souto Nº 26
Isadora Fernandes Nº 28
Pedro Henrique Nº 39
Rafael Chianca Nº 41



A1-Artes Visuais
O dadaísmo
O dadaísmo surgiu em Zurique na Suíça, onde intelectuais e artistas que eram contra a entrada de seus países na Primeira Guerra resolveram se exilar.A versão mais aceita da origem da palavra dadaísmo é que, ao abrir aleatoriamente um dicionário encontraram a palavra dada cujo significado é cavalinho de brinquedo e assim foi adotada pelo grupo de artistas.
O dadaísmo tem a intenção de romper com os códigos e sistemas estabelecidos no mundo da arte, ou seja, a rejeição a todo e qualquer tipo de tradição anterior estabelecido pela arte. Baseando-se no absurdo e em conteúdos sem logica, o dadaísmo com um caráter irônico, pessimista eantiartístico combate às formas de arte institucionalizadas.

Obras:
duchamp fonte.jpg
A obra "Fonte" deixou o nome de Marcel Duchamp na historia.Ao simplesmente virar um mictório ele rompeu com o sentindo do que é arte.Afinal,porque um mictório não poderia ser arte? Transformar um simples urinol em uma obra de arte representa as alterações do sentido de um objeto do dia-a-dia e criticar a concepção do que era arte ate então.Por esses motivos "Fonte" é um exemplo de obra dadaísta.

tMNLrCeQYa3atOWZ70Ee[1].jpg
L.H.O.O.Q é outra obra de Marcel Duchamp. O artista satiriza o famoso quadro de Da Vinci,"Mona Lisa", desenhando um bigode na Gioconda,assim demonstrando seu desprezo pela arte tradicional,ou seja, uma tipica obra dadaísta sendo irônica e rompendo com a arte institucionalizada.Curiosidade:a sigla L.H.O.O.Q em francês quando lido, assemelha-se com Elle a chaud au cul que, traduzido fica: Ela tem fogo no rabo (o próprio nome da obra contem uma característica das vanguardas, chocar as pessoas).

obras-de-man-ray-3.gif
Gift é uma obra de Man Ray,onde um ferro de passar (um simples objeto do cotidiano) é mostrado de outra forma e agora em um contexto artístico, rompendo mais uma vez com a arte tradicional.


"Haverá sempre aqueles que olham apenas para técnica,e perguntam "como?",enquanto outros mais curiosos perguntam "porque?".Pessoalmente,eu sempre preferi a inspiração do que a informação."

- Man Ray






texto por:Isadora Costa e Ênio Andrade


B1-Língua Português


SEMANA DE ARTE MODERNA


A semana de arte moderna foi um evento, ocorrido em 1922 em São Paulo, famoso por marcar o inicio do modernismo tanto nas artes plásticas como na música e literatura. Apesar de ser chamado de semana, o evento teve uma duração de 5 dias, cada dia apresentando uma arte, pintura, escultura, poesia, literatura e música.O evento ocorreu com a junção das ideias de ruptura dos artistas das vanguardas, que pretendiam divulgar e mostrar ao mundo esta nova forma de se fazer arte. As artes que até então eram apenas vanguardas, passaram a ser o modernismo. As vanguardas foram expostas na semana de 22 com o intuito de causar espanto no público, porém na época a semana não foi bem entendida e foi alvo de muitas críticas.Participaram da semana muitos nomes do modernismo como Mario de Andrade, Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Heitor Villa-Lobos entre outros, foram representados as principais vanguardas europeias sendo elas o futurismo, cubismo e expressionismo. Foram expostas obras como Abaporu de Tarsila do Amaral, que não esteve presente no evento, A Estudante Russa de Anita Malfatti, o poema Brasil de Oswald de Andrade..abaporu.jpgAbaporu, Tarsila do Amaral , exemplo de obra exposta na semana de arte moderna.
texto por:Pedro Henrique Cintra e Henrique Souto


Análise Critica do poema Pneumotórax de Manuel Bandeira




O poema traz fortes características modernistas.Uma característica marcante é sua estética que rompe com a escrita tradicional Parnasiana-Simbolista(O poema parece mais com um diálogo e não com um poema tradicional).Despreocupado com a métrica e as rimas.

Outra característica é a valorização á vida cotidiana(a cena se passa em um consultó- rio médico).Pode-se observar a influência da cultura popular.Possui um estilo simples e direto.
O autor demonstra no conteúdo de seu poema preocupação com sua saúde,pois sofria de tuberculose.Através de seu texto é possível perceber sua melancolia e angústia em relação a sua doença.
O último verso de pneumotórax("Não,a única coisa a fazer é tocar um tango argentino")pode ser associado ao dadaísmo pois,considerando a lógica do poema até então, há uma negação a lógica, no enteando se interpretarmos essa parte em relação com o resto do texto percebemos que o último verso é usado como um eufemismo para não há nada mais a se fazer se não aguardar a morte.Outra interpretação cabível é que "Não,a única coisa a fazer é tocar um tango argentino" pode significar que já que o paciente vai morrer ele deve aproveitar a vida.

Pneumotórax





Febre, hemoptise, dispnéia e suores noturnos.

A vida inteira que podia ter sido e que não foi.

Tosse, tosse, tosse.





Mandou chamar o médico:

— Diga trinta e três.

— Trinta e três . . . trinta e três . . . trinta e três . . .

— Respire.



.................................................................................



— O senhor tem uma escavação no pulmão esquerdo e o pulmão direito infiltrado.

— Então, doutor, não é possível tentar o pneumotórax?

— Não. A única coisa a fazer é tocar um tango argentino.





Manuel Bandeira
manuel_bandeira_violao-final.jpg


Texto por:Isadora Costa.

Recitação do poema e B1-Artes Cênicas:


http://youtu.be/WHJYvgsIGPk


(Edição: Rafael Chianca)
(Atores: Ênio Andrade e Isadora Costa)
(Câmera:Pedro Henrique Cintra)



C1- Música



Neoclassicismo

O neoclassicismo foi uma reação ao Romantismo tardio. E uma crítica à sua complicada e congestionada textura, que exigia muitos executantes, já no neoclassicismo as texturas eram muito mais simplificadas e era deliberadamente evitado a expressão de fortes emoções. Alguns compositores neoclássicos se inspiravam no próprio classicismo, em compositores como Haydn e Mozart.


https://www.youtube.com/watch?v=enU9DVEgUdo
Música: Ballet Pulcinella
Compositor: Igor Stravinsky
Ano: 1920
Instrumentação: Naipe das cordas
Simplicidade harmônica e número de orquestrantes pequeno "explicam" sua classificação como neoclássica.


https://www.youtube.com/watch?v=BLx0AMPTZrg
Música: Sinfonia dos Salmos
Compositor: Igor Stravinsky
Ano: 1930
A falta de sentimentos intensos é uma característica neoclássica presente nessa música.


https://www.youtube.com/watch?v=AmSY7_eN9Tc
Música: O Amor das Três Laranjas
Compositor: Serguei Prokofiev
Ano: 1919
A falta de sentimentos exagerados é um dos aspectos que classificam essa música como neoclássica; a simplicidade harmônica e o número pequeno de executantes.

(Texto por: Rafael Chianca)





História- Objetivo A1

Vídeo explicativo:https://www.youtube.com/watch?v=NQTEXMgt42o&feature=youtu.be

(Edição: Rafael Chianca e Isadora Costa)
(Ator:Pedro Henrique Cintra)


Texto História
No final do século XIX e começo do século XX surgiram na Europa movimentos que tinha como intuito o rompimento com antigas estéticas artísticas e literárias. Cubismo, futurismo, expressionismo, surrealismo e dadaísmo foram os cinco principais movimentos desse período e ficaram conhecidos com vanguardas. Durante esse período a Europa vivia um momento de grandes avanços industriais, descobertas médicas e científicas e avanços tecnológicos. Propiciando, assim, um clima o surgimento de novas concepções artísticas sobre a realidade. Artistas brasileiros que iam estudar fora do brasil, acabavam tendo contato com esses movimentos que estavam ocorrendo na Europa e quando voltavam traziam consigo as ideias proveniente das vanguardas. O conhecimento dessas correntes de vanguarda e o desejo da concretização de uma arte moderna brasileira que valorizasse o nacional e eliminasse as imitações europeias possibilitou o início do modernismo no Brasil, que, mais tarde, levou a Semana de Arte Moderna. A vanguarda dadaísta não tinha a intenção de criar, mas de destruir. Essa ridicularizava as obras mais conceituadas e produzia obras totalmente sem sentido. No Brasil a vanguarda dadaísta serviu de grande influência para os movimentos modernistas que aqui começavam a surgir. Esses movimentos procuravam um arrojado polêmico em que as ideias dadaístas se encaixavam perfeitamente. Foi na literatura onde o dadaísmo mais disseminou-se, utilizando de linguagem totalmente brasileira e abusando do uso de paródias.

( Texto por: Ênio Andrade)