Grupo 2_J
Integrantes: Tábata de Oliveira(40)
Azul Farina(6)
Marina Serra(34)
Pedro Cunha(35)
Rafael Gimenez(36)
1-PARTE HISTORIA
Em 1920 vivia um período de grande agitação, os intelectuais decidiram mudar o conceito de arte saindo do tradicional e organizaram a semana de arte moderna. Ao mesmo tempo vivia se a república velha, a revolução cientifica e tecnológica, a burguesia industrial e a classe operaria marginalizada e o tenentismo.
A república velha foi marcada pelo domínio das oligarquias e a crescente industrialização e urbanização. Nessa época teve a criação da política dos governadores (união entre os coronéis e as oligarquias estaduais para ajudar a eleger senadores favoráveis ao presidente), a política do café com leite (acordo entre são Paulo e Minas Gerais para decidirem quem seria o candidato oficial nas eleições presidenciais), teve também a valorização do café e o desenvolvimento da indústria têxtil e de alimentação.
O centenário da independência e a primeira guerra mundial favoreceram a expansão da indústria, promovendo novas relações políticas e abriu espaço para a arte. Começou a se questionar o sistema político vigente até então comandado pela oligarquia ligada á economia rural. Teve também uma grande influencia da Mão-de-obra imigrante, outro fato importante foi à fundação do partido comunista brasileiro.
A insatisfação com as oligarquias, resultando em episódios de rebeldia, como o movimento operário que tinha como idéia principal os fundamentos anarquistas e comunistas e buscavam melhores salários, diminuição da jornada de trabalho, manutenção da propriedade privada e criação de sindicatos. O tenentismo foi um movimento que ganhou força entre os militares e reivindicavam uma reforma constitucional capaz de trazer critérios mais justos ao cenário político nacional. Exigiam o que processo eleitoral fosse feito com o uso do voto secreto e criticavam os vários episódios de fraude e corrupção.
Com a revolta do forte de Copacabana, o Brasil entra em um período revolucionário culminando com a revolução de 1930 e a ascensão de Getulio Vargas.
Vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=d8NBXEH7FlQ
2-PARTE ARTES VISUAIS

Cubismoé um movimento artístico que surgiu no século xx, nas artes plasticas, tendo como fundadores Pablo Picasso e Georges Braque .O Cubismo ultiliza formas da natureza por meio de figuras geométricas, representando as partes de um objeto no mesmo plano. A representação do mundo passava a não ter nenhum compromisso com a aparência real das coisas.O pintor cubista tenta representar os objetos em três dimensões, numa superfície plana, sob formas geométricas, com o predomínio de linhas retas. Não representa, mas sugere a estrutura dos corpos ou objetos. Representa-os como se movimentassem em torno deles, vendo todos os ângulos visuais, por cima e por baixo, percebendo todos os planos e volumes.

https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQuJ9TXXSkGgI_ihsymkDwgnlQpOyCWWT-uiKXF-hoN8RWYinZs

OBRA: AS TRÊS MULHERES – FERNAND LÉGER

Podemos perceber o uso de formar geometricas e rendondas relembrando um robo,fragmentação em forma de cubos,não tem ponto de fuga e o personagem não tem formas humanas.
http://1.bp.blogspot.com/-M6wVkdtULEY/UDbRUa1oYEI/AAAAAAAAGUs/i79PwjWxXZE/s1600/Natureza+Morta+com+Ta%C3%A7a+de+Frutas+-+1908-1909+-+de+Georges+Braq.jpg





Natureza Morta com Taça de Frutas - 1908 - George Braques

Ele usa como tema de suas naturezas mortas os objetos simples do cotidiano e criados pela indústria, pela cultura, tais como garrafas, instrumentos musicais, etc. Não há a representação do objeto, é só sugerida a sua estrutura como se todas as suas partes fossem vistas num só ângulo simultaneamente numa só dimensão, sem perspectiva, como se vê uma escultura.

http://4.bp.blogspot.com/_XemIrh76sw8/TMIWBFVm5yI/AAAAAAAAB2k/DZfU9D3idyA/s1600/1268234250_ElCubismo.jpg



O Cubismo analítico a forma é intelectual, uma decomposição minuciosa e cores de tons baixos e terrosos, cor cerebral, com sugestões mecanicistas. Ele aconteceu de 1907 a 1912.



2-PARTE MÚSICA
Música expressionista

A passagem do século XIX a XX trouxe profundas transformações nas mais diversas manifestações do homem, seja de ordem sociológica, política ou cultural.O expressionismo surgiu dentro de um estado de espírito de revolta contra o conservadorismo dos poderes vingentes na época, essencialmente na Alemanha e na Austria. Pessimismo quanto ao futuro da humanidade, o movimento expressionista parece anunciar as terríveis ameaças que breve irão pairar sobre o mundo: os fascismo e até 1a guerra mundial.
Na música o expressionismo surgiu como um exagero , uma distorção do romantismo tardio , onde os artistas botavam e despejavam em suas músicas, seus sentimentos, emoçōes mais intensas e profundas.
MÚSICAS

https://www.youtube.com/watch?v=U-pVz2LTakM

https://www.youtube.com/watch?v=W49KszCVtKE

https://www.youtube.com/watch?v=CTn0Y016atE

Verklärte Nacht também conhecida como noite transfigurada, composta por schoenberg, em 1899, importante compositor expressionista, um dos mais revolucionários e influentes em seu estilo de composição do século XX, além de ter criado o dodecafonismo. Quanto a obra noite transfigurada, ela foi escrita inspirada pelo poema de Richard Dehmel's e o movimento pode ser dividido em cinco seções distintas, que se referem aos cinco estrofes do poema de Dehmel's. No entanto, não existem critérios uniformes relativos à separação de movimento.
Em 1908 ele compos quarteto de cordas que no terceiro e no quarto movimento incluem uma voz soprano, mas no quarto movimento é abandonado de vez a tonalidade partindo para aventura atonal (dodecafonismo).

Outro importante compositor expressionista, que pertencia à chamada Segunda Escola De Viena,que era liderada por Arnold Shoenberg, Anton Webern. Uma de suas obras, cinco peças para orquestra(1911), é típico da música de Webern serem extremamente curtas e concentradas, quase sempre tocando notas isoladas, e raramente mais que três ou quatro ao mesmo tempo.

CARACTERÍSTICAS

Na primeira fase, a música expressionista apoiava-se em harmonias que se tomavam cada vez mais cromáticas, o que acabou levando à atonalidade (dedocafonismo-método composicional inovador, que evoluiu para atonalidade e, depois, para um estilo próprio)
Em estilo atonal,caracterizada por harmonias extremamente dissonantes; melodias freneticas, incluindo grandes saltos; contrastes violentos e explosivos (justificando o exagero).

2-PARTE ARTES CÊNICAS

SURREALISMO: É o estudo da psicologia e filosofia para dar bases solidas as pesquisas do inconsciente. Eles insistiam na abolição da razão e na entrega total á loucura, ao sonho, aos estados alucinatórios e na manifestação do subconsciente.

https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/v/t34.0-12/10264518_787605507917848_804931387_n.jpg?oh=00e993bebfc953ffed90ef1c6594c4e7&oe=53518BF6&__gda__=1397831299_242792d5c8a2aca27ff1fc067cd8fb33

Melting Statues é um termo que descreve que nada é permanente e especialmente a nossa personalidade que continuamente se molda em outras personalidades, nunca é uma coisa só,e essa imagem representa o ser humano como um universo em sí, por que cada um está aqui e agora de uma forma relativa, dentro desse mundo fisico em que vivemos, exitem 7 bilhões de outros mundos, cada um vê a vida de uma forma completamente diferente por causa de suas experiências e ângulos, então cada ser é um universo.

3-PARTE PORTUGUÊS


Nos dias 13, 14 e 17 de fevereiro de 1922 no teatro municipal de são Paulo acontecia a semana de arte moderna, onde vários intelectuais brasileiros cansados dos conceitos de arte tradicionais e vivendo em uma época de grandes mudanças e desenvolvimento como da indústria, da urbanização, da economia cafeeira, da criação de novas idéias como do partido comunista e envolvendo-se a esse cenário turbulento esses artistas criaram um novo conceito de arte com as vanguardas cubistas, futuristas, expressionistas, fauvistas, dadaístas e surrealistas.

Cada dia desta semana era trabalhado um aspecto cultural diferente, como a escultura, a pintura, a poesia, a literatura e música representando uma forte renovação da linguagem, na busca pela experimentação e marcando o início do modernismo no Brasil.

No âmbito linguístico, por exemplo, a poesia passou a ser declamada, sendo que antes era somente escrita, e passou a defender a linguagem de versos brancos, livres, utilizando expressões populares da cultura nacional, assim contrariando completamente os modelos tradicionais de métrica e de rima muito comum nos poemas parnasianos e simbolistas.

A semana teve início com a conferência do autor Graça Aranha com a “emoção estética da arte moderna” e deu continuidade com diversos artistas como Anita Malfatti que pintou “o homem da cara amarela”, Di Cavalcanti que fez a ilustração do convite da semana de arte e pintou “pescadores”, Manuel Bandeira que escreveu muitos poemas entre eles “sapos”, Mario de Andrade que escreveu “Paulicéia Desvairada”, Oswaldo de Andrade que escreveu “Os Condenados”, Tarsila do Amaral que pintou o “Abaporu”, Menotti Del Picchia entre outros.
POEMA
VOU-ME EMBORA PRA PASÁRGADA

Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amigo do rei
Lá tenho a mulher que eu quero
Na cama que escolherei

Vou-me embora pra Pasárgada
Vou-me embora pra Pasárgada
Aqui eu não sou feliz
Lá a existência é uma aventura
De tal modo inconseqüente
Que Joana a Louca de Espanha
Rainha e falsa e demente
Vem a ser contraparente
Da nora que nunca tive

E como farei ginástica
Andarei de bicicleta
Montarei em burro brabo
Subirei no pau-de-sebo
Tomarei banhos de mar!

E quando estiver cansado
Deito na beira do rio
Mando chamar a mãe-d’água
Pra me contar as histórias

Que no tempo de eu menino
Rosa vinha me contar
Vou-me embora pra Pasárgada
Em Pasárgada tem tudo
É outra civilização

Tem um processo seguro
De impedir a concepção
Tem telefone automático
Tem alcalóide à vontade
Tem prostitutas bonitas
Para a gente namo
E quando eu estiver mais triste

Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar
- Lá sou amigo do rei –
Terei a mulher que eu quero
Na cama que escolherei

Vou-me embora pra Pasárgada

Interpretação: Neste texto Manuel Bandeira retrata a tentativa de fugir para uma realidade diferente da dele, buscando uma espécie de paraíso para vivenciar os atos comuns da vida, os quais não pode vivenciar já que tinha tuberculose. No poema, Pasárgada significa campo dos persas, uma utopia inventada em que ele teria família, faria exercícios físicos, teria mulheres, teria alcalóide à vontade ( alcalóide é um remédio contra a tuberculose), poderia fazer sexo e ele seria amigo do Rei, assim só trabalharia se quisesse. Além disso Pasárgada incorporaria alguns aspectos do seu tempo de infância que influenciou bastante sua obra : "Mando chamar a mãe-d'água/Pra me contar as histórias/Que no tempo de eu menino/Rosa vinha me contar/Vou-me embora pra Pasárgada." Bandeira uma vez falou: "Comparando 4 anos de minha meninice com 4 anos da minha fase adulta fico abismado com o vazio destes em relação àqueles". Em relação à forma identificamos forma livre e construções sintéticas, com pouca adjetivação.

Resumindo, o poeta retrata dois extremos: a realidade de dois mundos distintos, o presente e o imaginário; o que se nega e o que se deseja. Também percebe-se a retomada de um poema romântico e a intertextualidade, já que utiliza a paródia como forma do poema.
Vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=d8NBXEH7FlQ